quarta-feira, 2 de setembro de 2009

PRIMEIRO MOMENTO


NO CÉU O SOL
NO SOLO EU
NÚ A DECLAMAR
MEUS VERSOS
E A ME PERDER
NO TEU VERSO.
ESTIRADO, RETICENTE,
SEM TER MOTIVO
LADO A LADO
COM O DESCONFORTO
A ESCUTAR TEU CANTO
E SANAR MEU DESENCANTO.
OUSO NO INFINITO
DESACATAR VOCÊ
NO CONFRONTO DO DESCONFORTO
DO MEU EQUÍVOCO.
PERSISTO SER TEU HOMEM TOLO
NO ACORDE SEM TRÍTONOS.
SEM A MÍNIMA NOÇÃO
DEIXO TRANSBORDAR
MEU QUERER NA DÚVIDA
DE NÃO SABER
COMO DESVENDAR E DIVIDIR
A DÍVIDA EM DIVISÓRIA
E MEU CORAÇÃO EM DIVIDENDO.

Meus amigos: LEILA MARIA/FERNANDO SODRÉ/CARMEM NEVES

2 comentários:

Cármen Neves disse...

Linda poesia! Linda e sensual! Beijos e grata.

Cármen Neves disse...

Querido e talentoso amigo!Desejo-te , neste dia especial, muita paz, muito amor, saúde, sucesso...e que vivas rodeado de amigos. Feliz Aniversário! Beijos