quarta-feira, 23 de abril de 2008

VIDA POR NINA

Ouvindo teus passos volto a desvendar
ao acaso as charadas .
Assim sendo, volto a me aceitar como sou!
Desunidos continuamos a ser um só,
mesmo sonhando,
Sigo sendo um ser, só e seu.
Sei o que bem quero!
Sei ser Amor-Perfeito, reflexo de espelho
Alegria... sei ser,
sei ser picolé a resfrescar tua pele.
Sei ser o som de acalanto do seu anjo protetor.
Sou teu Sorriso, a refrescar tuas fantasias.
Sou o teu despertar, sem vontade de te acordar.
Sou lagartixa a acarinhar tua ternura
sou a esperança ao assistir uma lágrima
a rolar em tua face.
Emoção é o que mais sei ser na hora da despedida
...Uma coisa eu sei que não sei ser!
Não sei ser Sol , que domina
Mas sou o calor da tua ternura.
Sei sentir o teu cheiro de lírio
gosto de roubar ao acaso o teu beijo com gosto de cambucá
e no sonolento momento da trajetória
que anuncia o teu despertar sem querer te acordar...
Torno-me Saudade.

Um comentário:

Cármen Neves disse...

Olá amigo!
Uma bela e tocante homenagem! Fiz uma para minha gata também. Abraços e saudade.